quarta-feira, 16 de março de 2011

Aterro Sanitário da Região Metropolitana do Cariri não será mais construído em terreno oferecido pela Prefeitura de Caririaçu





A Anac–Agência Nacional de Aviação Civil não concedeu licença para a construção do Aterro Sanitário do Cariri no terreno localizado em Caririaçu, que seria doado pela Prefeitura daquele município para tal fim. A decisão decorreu devido norma da Anac, determinando que os aterros sanitários não podem ficar a uma distância inferior a 20 quilômetros dos aeroportos nacionais. O terreno anteriormente escolhido – e localizado no município de Caririaçu – dista 19 km do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, nova denominação do Aeroporto Regional do Cariri.

Para comunicar essa decisão da Anac, bem como a análise de novas opções para sediar o aterro, aconteceu reunião, nesta sexta-feira, dia 11, entre o Secretário das Cidades do Ceará, Camilo Santana, e os prefeitos da Região Metropolitana do Cariri. Designado pelo prefeito de Crato, Samuel Araripe, para representá-lo nesse encontro, o vice-prefeito Raimundo Bezerra Filho participou do evento, realizado em Juazeiro do Norte. Estiveram também presentes funcionários das Secretarias de Meio Ambiente de Crato, Caririaçu e Farias Brito, e técnicos da Cogerh– Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará e de uma consultoria contratada pelo Governo do Ceará para elaborar o projeto do Aterro Sanitário do Cariri.

Segundo o vice-prefeito de Crato, Raimundo Filho, foram analisadas outras ofertas de terrenos para localização do aterro, dentre eles imóveis localizados em Farias Brito e no distrito de Dom Quintino, em Crato. A escolha, no entanto, será precedida de estudos e discussões sobre o local mais apropriado ao investimento.





Fonte: Blog do Crato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário